Como vocês sabem, sou fã de auto-bronzeador. Gosto de ter uma pele bonita e com aspecto saudável e o solário não pode ser uma hipótese, não é verdade?

Então, quis partilhar convosco os meus auto-bronzeadores favoritos, e aqueles que experimentei e não volto a compar.

FAVORITOS

Os auto-bronzeadores podem ter diversas texturas – creme, loção, mousse. E a textura que eu mais gosto é, sem dúvida, a textura em mousse porque é mais rentável (pelo menos é a sensação que tenho) e é mais fácil aplicar.

Para minha infelicidade, este Auto-Bronzante já não está no mercado. Ele tem uma textura em mousse, é de cor branca, mas depois de aplicado, dá uma coloração imediata. Os dois aspectos que me fazem gostar tanto dele é a facilidade na aplicação e o resultado numa cor natural. Para ficar com uma cor razoável, são necessárias, pelo menos, 2 aplicações.

O Terracotta não é em mousse mas foi uma tremenda surpresa. Foi uma oferta de uma amiga e eu adorei esta fórmula da Guerlain. Basta uma aplicação para verem resultas e este é um dos pontos fortes deste auto-bronzeador. O tom da cor, não é tão natural como o da Clarins mas o aroma, por exemplo, é melhor. Sim, porque é importante não andar a cheirar a auto-bronzeador. Acho importante utilizarem a luva para a sua aplicação (eu uso a da ST TROPEZ).

Este é o auto-bronzeador que actualmente estou a usar. Foi por sugestão da Helena Coelho que o comprei e estou in Love. A sua textura é em mousse, tal como eu gosto e eu faço a aplicação sempre com a luva. O que eu mais gosto nele é o facto de poder fazer uma única aplicação e ficar logo com um aspecto de pele bronzeada. Ou seja, se tiver um evento, posso fazer o auto-bronzeador no dia anterior e POW. Para ficar perfeito, coloco o Tan Extender nos dias a seguir para manter o tom.

NÃO GOSTO

Infelizmente tive algumas más experiências e achei por bem partilhar convosco de modo a vos alertar.

Comprei aquela que é considerada uma dos melhores e mais referenciadas marcas de solares/ auto-bronzeadores. Encontrei uma promoção de “Leve 2 pague 1” e deixei-me levar. Acontece que desde a primeira aplicação que tive dificuldade em espalhar o creme (talvez por estar habituada à textura em mousse) e fiquei muito manchada. Fiz várias tentativas até que desisti por completo pois percebi que o problema não era meu nem da forma como aplicava mas sim da textura do produto. Por isso não aconselho de todo!

De qualquer das formas, e independentemente do auto-bronzeador que escolherem, não esqueçam de fazer esfoliante e hidratar bem a pele antes de qualquer aplicação. Também aconselho a não colocarem cremes muito oleosos no dia em que fizerem a aplicação do produto, pois pode dificultar a uniformização da aplicação.

Espero que tenham gostado deste pequeno resumo que fiz dos meus favoritos e não favoritos. Quanto a vocês, espero que experimentem e venham aqui para dar um feedback ou tirar alguma dúvida. Cá vos espero!

Diva 💋Com defeitos e tudo!

Write A Comment